Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente

Prefeitura obtém selo SISBI e produtos de origem animal podem ser comercializados em todo o país

17/07/2020

A conquista colocou a cidade entre as 24 contempladas com o selo no Brasil e a sexta de São Paulo que conseguiu o reconhecimento da equivalência para realizar a fiscalização

A Prefeitura da Estância Turística de Joanópolis, através da secretaria municipal de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente, conquistou em março deste ano o selo SISBI – Sistema Brasileiro de Inspeção. A obtenção colocou a cidade entre as 24 contempladas no Brasil e a sexta de São Paulo que conseguiu o reconhecimento da equivalência para realizar a fiscalização. O estabelecimento aderido ao SIM (Sistema de Inspeção Municipal), Laticínios Pé da Serra, foi o indicado. Agora, leite e derivados lácteos da empresa tem autorização para vender em todo o país.

O selo tem como objetivo fazer a padronização e a harmonização dos procedimentos de inspeção dos produtos de origem animal. O Ministério da Agricultura, por meio do SIF (Sistema de Inspeção Federal), é o órgão coordenador do sistema. Com a conquista, Joanópolis passa a ter a mesma equivalência do SIF para a fiscalização dos produtos e, portanto, poderá comercializá-los no Brasil todo.

Os produtos de origem animal estão sujeitos à prévia inspeção sanitária e industrial, sendo de competência da União, estados e municípios.  Quando fiscalizados pela União, recebem o selo SIF, indicando que poderá vender em todo país e ser exportado. Quando a fiscalização é pelo estado, no caso de São Paulo, recebe o selo SISP (Sistema de Inspeção Estadual de São Paulo), indicando comércio somente dentro do estado. Quando a fiscalização é feita pelo município, o selo é o SIM, podendo vender somente no município.

Obtenção do SISBI em Joanópolis

Para obter o selo, o estabelecimento agroindustrial tem que estar cadastrado no SIM do município, que irá avaliar toda a cadeia produtiva – desde a origem da matéria prima até o produto final – verificando procedimentos de higienização, sanitização e programas de autocontrole implantados. O SIM proporciona ao produtor sair da “clandestinidade” e agregar valor ao produto, pois possui responsável técnico (obrigatoriamente um médico veterinário) que o auxilia em toda a produção, garantindo inocuidade. Além disso, a adesão do SISBI oportuniza o acesso a novos mercados, garante segurança alimentar, assegura a saúde pública, promove o desenvolvimento local, fortalece a agricultura familiar e é um atrativo para a adesão de novas empresas no município.

SIM e SISBI –

Maiores informações na secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente – Estrada Cecilia Bertolini, n° 110 ou pelo telefone: (11) 4888-9211

(Fotos anterior ao uso obrigatório de máscara).