Saúde

Aedes Aegypti – população deve adotar medidas urgentes e de apoio para evitar proliferação

07/05/2020

O mosquito Aedes Aegypti – transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela, deve ser combatido também como prioridade à saúde pela população

Mesmo em meio à pandemia do coronavírus, que tem mantido a atenção da população voltada a cuidados e medidas devido, principalmente, ao perigo e rapidez de contágio do vírus, a população de Joanópolis deve ficar atenta e estar consciente também da prevenção e dos cuidados básicos para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela, sendo essencial, neste momento, redobrar cuidados, pois essas doenças são prejudiciais à saúde, podendo até levar à morte.

Segundo a Vigilância em Saúde, que também vem trabalhando com sua equipe nesta causa, foram registrados recentemente casos de dengue no município de Joanópolis, e através do ministério da Saúde há informações de um grande aumento de casos suspeitos em todo o território nacional. Portanto, pede-se a toda população, a prática de algumas medidas simples que ajudam na prevenção, sendo algumas das principais:

– Manter bem tampado tonéis, caixas e barris de água;
– Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;
– Manter caixas d’agua bem fechadas;
– Remover galhos e folhas de calhas;
– Não deixar água acumulada sobre a laje;
– Encher pratinhos de vasos com areia até a borda e/ou lavá-los uma vez por semana;
– Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;
– Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;
– Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais – respeitando dias e horários de coleta;
– Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;
– Acondicionar pneus em locais cobertos;
– Fazer sempre manutenção de piscinas;
– Tampar ralos; colocar areia nos cacos de vidro de muros ou cimento;
– Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;
– Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;
– Limpar sempre a bandeja do ar condicionado;
– Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;
– Catar sacos plásticos e lixo do quintal.

ATENÇÃO REDOBRADA!
Quando o foco do mosquito é detectado ou EXISTE DÚVIDA sobre qualquer local de proliferação e não pode ser resolvido pelos moradores – terrenos baldios ou lixos acumulados na rua – a Vigilância em Saúde deve ser acionada para averiguar e/ou remover os possíveis focos/criadouros.

Ajude, informe e oriente seus vizinhos e fique atento, pois o mosquito Aedes Aegypti não está em quarentena!

Informações e orientação – sobre Aedes Aegypti em qualquer situação (focos/criadouro) – o cidadão pode ligar para o Cel. Whatsapp: (11) 9.9774-2394 ou (11) 4888-9206

DENGUE 01 r01