Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente

Produtores rurais investem em capacitação para aperfeiçoar a propriedade rural

07/11/2018

A iniciativa gratuita busca auxiliar proprietários rurais e tornar técnicos das Casas de Agricultura e secretarias de Agricultura multiplicadores desse conhecimento.
Interessados nos próximos cursos já podem enviar os dados para o WhatsApp do projeto.

Propriedade rural mais produtiva e a melhor conservação dos recursos naturais foram as duas premissas que nortearam o curso Restauração Ecológica e Sistema Silvipastoril realizado este mês na região do Sistema Cantareira. A ação surgiu da parceria entre ESCAS/IPÊ – Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade e a ELTI (Environmental Leadership & Training Initiative), a iniciativa de Liderança e Capacitação Ambiental da Escola de Silvicultura e Estudos Ambientais da Universidade de Yale, nos EUA.

Essa fase da parceria integra o projeto Semeando Água, uma realização do IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas com patrocínio da Petrobras, através do Programa Petrobras Socioambiental e Governo Federal. O curso promovido em três encontros nas unidades demonstrativas do projeto Semeando Água, em Piracaia, Joanópolis e Nazaré Paulista (SP), mobilizou produtores rurais, técnicos das Casas de Agricultura profissionais das Secretarias de Meio Ambiente e Agricultura em busca de conhecimento de aplicação prática. Durante os encontros, os participantes tiveram a possibilidade de conferir os resultados de proprietários que já investiram nesse caminho.

Para Alexandre Uezu, coordenador do projeto, a capacitação de produtores rurais está nos pilares do Semeando Água, que reconhece o papel fundamental desse público na conservação dos recursos naturais. “Os participantes do curso têm condição de aplicar o conhecimento adquirido de maneira prática na própria propriedade e além disso serão multiplicadores dessas informações. Propriedades onde práticas sustentáveis são implementadas conseguem aumentar a produtividade ao mesmo tempo em que melhoram a conservação do solo, da água, e aumentam o estoque de carbono e da área com floresta, por exemplo. A medida tem potencial de contribuir com o aumento da segurança hídrica do Sistema Cantareira, responsável pelo abastecimento de 7,6 milhões de pessoas em São Paulo e na região metropolitana”.

Mãos à terra

Durante o curso, os participantes receberam informações sobre as questões ambientais locais, legislação florestal, restauração florestal, sistemas silvipastoris, e viveiros como geração de renda. Os professores são pesquisadores do IPÊ e especialistas em meio ambiente da ELTI e convidados.

Entre as características dos cursos da ELTI está a realização de atividade prática em que cada produtor rural tem a possibilidade de aplicar os conhecimentos adquiridos com orientação dos profissionais envolvidos no projeto.

Tânia Ribeiro Soares, proprietária rural em Nazaré Paulista, destaca que com as informações compartilhadas ela possui agora mais segurança no momento de decidir quais ações implementar. “Antes de participar do curso, muitas das medidas escolhidas tinham como base o bom senso e a observação. Agora com o conteúdo apresentado no curso e com uma série de dúvidas esclarecidas tenho mais certezas para decidir sobre as próximas ações que serão aplicadas no sítio. Percebi a necessidade de aumentar o número de piquetes e a importância de proteger as nascentes e os cursos d’água. Desde que comecei a cuidar da nascente passei a ter água o ano todo”.

Eduardo Fernandes, produtor rural de Nazaré Paulista, também encontrou soluções para a propriedade. “Vou proteger a nascente do gado e bombear água para o ponto mais alto da propriedade para que ela seja distribuída por gravidade para os piquetes”. Tiago Fernandes de Lira, produtor rural de Piracaia (SP), destaca que passou a ter uma nova percepção sobre a propriedade. “Além de diversificar os cultivos na propriedade vou de fato recuperar as nascentes”.

Agenda

Uma série de cursos está prevista no projeto Semeando Água com foco em produtores rurais de Bragança Paulista, Joanópolis, Mairiporã, Nazaré Paulista e Piracaia, em São Paulo, além de Camanducaia, Extrema e Itapeva, em Minas Gerais. Todos são gratuitos. Para acompanhar a agenda de cursos, basta enviar o nome completo e o município onde está localizada a propriedade para o WhatsApp do projeto: (11) 97297-3516.

Texto: Projeto Semeando Água

Foto: Tiago Baccarin / Estúdio Garagem
Foto: Tiago Baccarin / Estúdio Garagem
Foto: Tiago Baccarin / Estúdio Garagem
Foto: Tiago Baccarin / Estúdio Garagem
Foto: Tiago Baccarin / Estúdio Garagem
Foto: Tiago Baccarin / Estúdio Garagem
Foto: Tiago Baccarin / Estúdio Garagem
Foto: Tiago Baccarin / Estúdio Garagem