Infraestrutura

Coleta seletiva e reciclagem: Prefeitura pede a colaboração de moradores para a separação correta do lixo

29/03/2017

A ação beneficia o meio ambiente, a população e evita problemas graves

A Prefeitura da Estância Turística de Joanópolis, por meio da secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente, pede o apoio dos munícipes para a separação correta dos diferentes tipos de lixos. Dessa forma, é possível evitar transtornos para a população e o meio ambiente e, ainda, contribuir para o trabalho dos recicladores.

A coleta seletiva constitui-se na separação dos materiais recicláveis em papéis, plásticos, metais e vidros. Eles são separados dos lixos orgânicos (frutas, legumes, carnes, arroz, etc.). Esses materiais podem ser reutilizados para a fabricação de matérias-primas e outros produtos de consumo. Já os lixos orgânicos são descartados em aterros sanitários ou servem para adubos.

Em Joanópolis, o material reciclável é coletado das ruas às terças-feiras e levado para um galpão onde ocorre a separação em vidro, papel, plástico e metal. Outra opção que a população tem é o Ecoponto, localizado na própria secretaria, na rua Francisco Ribeiro Neto, nº 10, no centro, embaixo da rodoviária. O Ecoponto é o ponto de entrega voluntária de materiais recicláveis, no qual os munícipes podem depositar óleo de cozinha, pilhas e baterias, por exemplo.

A separação e a destinação final do material reciclável são feitas pela Associação Joanopolense de Ambientalistas e Recicladores. De acordo com uma análise realizada nos resíduos sólidos (“lixo”) do município, cerca de 30% é material reciclável, 42% é orgânico e 28% é rejeito que não pode ser aproveitado. Atualmente, apenas o material reciclável tem sido separado e reaproveitado, mas um projeto está em desenvolvimento para transformar o resíduo orgânico em adubo através do processo de compostagem.

A coleta seletiva é de extrema importância para o planeta e traz grandes benefícios, como a diminuição da poluição dos solos e rios, do problema do lixo e da retirada de matéria-prima da natureza; a preservação do meio ambiente; o aumento da vida útil dos aterros sanitários; a prevenção de doenças e a possibilidade de criação de novos empregos e de renda para os recicladores de Joanópolis. Portanto, é necessário que a população contribua separando seu lixo.

programa Coleta Seletiva de lixo